Centro de Documentação da PJ
Analítico de Periódico

CD 341
MARQUES, Miguel Ângelo Ventura
Análise dos estilos de liderança e características dos oficiais subalternos do Exército e da Guarda Nacional Republicana [Recurso eletrónico] : um estudo comparativo / Miguel Ângelo Ventura Marques
Série VIII, n.º 12 (2023), Lisboa, Série VIII, n.º 13 (2024), p. 65-88
Ficheiro de 282 KB em formato PDF.


LIDERANÇA, LIDERANÇA POLICIAL, ACTIVIDADE POLICIAL, ORGANIZAÇÃO POLICIAL, FORMAÇÃO DE PESSOAL, ADMINISTRAÇÃO DO PESSOAL, GUARDA NACIONAL REPUBLICANA, EXÉRCITO, ESTUDO DE CASOS, PORTUGAL

Quando falamos em liderança, referimo-nos à capacidade de influenciar os outros de forma a atingir metas comuns, mesmo perante a difícil tarefa de tomar decisões. Desta forma, um líder militar deve influenciar os seus subordinados com o intuito de cumprir as missões e conquistar os objetivos. Assim, através do presente trabalho pretendemos analisar os diferentes estilos de liderança, adotados pelos Oficiais Subalternos do Exército e da Guarda Nacional Republicana face ao contexto organizacional, bem como determinar as características de liderança dos mesmos e perceber o contexto organizacional do Exército e da Guarda Nacional Republicana. Para a realização deste trabalho adotámos um raciocínio hipotético-dedutivo com recurso a uma metodologia mista, constituída por um inquérito por questionário (Leader Behavior Description Questionnaire) e, simultaneamente, um inquérito por entrevista aos Oficiais Subalternos do Exército e da Guarda Nacional Republicana. Com a presente investigação concluímos que a liderança transformacional predomina nos Oficiais Subalternos do Exército e da Guarda Nacional Republicana e que as discrepâncias no contexto organizacional das instituições influenciam as características de liderança, que, apesar de semelhantes em vários aspetos (como a natureza militar e a estrutura hierarquizada), apresentam discrepâncias na sua cultura organizacional que afetam a liderança dos Oficiais Subalternos.