Biblioteca PGR


PP767
Analítico de Periódico



HOLZ, Sheila
O direito à participação no planeamento urbano em Portugal : um diálogo entre o direito e a sociologia / Sheila Holz
CEDOUA. Revista do Centro de Estudos de Direitos do Ordenamento, Urbanismo e Ambiente, Coimbra, a.20 n.39 (2017), p.49-70


DIREITO DO URBANISMO / Portugal, PLANEAMENTO URBANO / Portugal, DIREITO CONSTITUCIONAL / Portugal, DEMOCRACIA PARTICIPATIVA / Portugal, PARTICIPAÇÃO POLÍTICA / Portugal, PARTICIPAÇÃO POPULAR / Portugal

A teoria da democracia participativa fortaleceu-se nos últimos 10 anos, como resposta institucional à crise de legitimidade da democracia representativa. Ela advoga que a inclusão dos cidadão nos processos de decisão reforma a legitimidade destes e antecipa a solução de conflitos. As constituições modernas garantem ao cidadão o direito de participação, ou seja, de ser incluído no processo de decisão, e me algumas áreas , como planeamento urbano, estas práticas vêm sendo largamente difundidas. Neste texto pretende-se analisar como estes dois enfoques, um a partir das ciências sociais e outro a partir do direito, conjugam-se na legislação portuguesa, quais são as suas convergências e divergências. Para isso será feita uma breve análise da teoria da democracia participativa e sua aplicação ao planeamento urbano para compreender sues limites de potencialidades, e, em seguida, será feita uma análise da legislação que regula o planeamento territorial português, para compreender como a participação é inserida em seu conteúdo.